Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




 Um dia disseram-me que devia sair do meio onde estava, que devia procurar novos horizontes e novas oportunidades, que em Tomar, cidade que me viu nascer e crescer, já não oferecia nada e que se quisesse singrar na vida devia rumar a outras paragens. É uma afirmação tentadora, especialmente para quem nunca se tinha visto a extravasar os limites do concelho, a minha zona de conforto e, esta mudança, para mim que sempre estive ligado à cidade que me acompanhou toda a vida, não é algo que se tome de ânimo leve porque quem parte de um sítio onde até as pedras da calçada lhe conhecem a sola do sapato sente sempre uma grande dificuldade em optar pelas ruas que sempre conheceu e aquelas que terá que enfrentar.

 

Ler Auto )

 

Imagem retirada aqui: http://olhares.sapo.pt/lisboa-cinzenta-foto1032049.html

Autoria e outros dados (tags, etc)

Afixado às 11:42

Venho contar um episódio que ocorreu hoje, aliás nem sei se deva, já vão perceber porquê, mas tenho que o fazer, algo como este pequeno momento não pode ficar perdido e encerrado, confinado quiçá ao tempo e ao espaço onde ocorreu. Pode até ser uma lição de vida.

 

Era um rapaz, normal e igual a tantos outros, minto, naquela hora não era bem igual,apresentava um semblante carregado e uns olhos tristes, à primeira vista parecia uma pessoa como qualquer outra que àquela hora passam pelos portões do metro de São Sebastião, parecia sim, mas via-se nele um misto de tristeza ou talvez desilusão. Aquele ar de quem não sabe bem para onde vai estava estampado no rosto e na forma como olhava a avenida, saberá ele onde está? De certa maneira, olhou para os prédios, olhou para a calçada e, como se de repente o tempo lhe ficasse escasso arrancou, destino: O Jardim da Gulbenkian.

 

Ler Auto )

Autoria e outros dados (tags, etc)

Afixado às 20:30

 "Meu bem, eis-me aqui, de caneta na mão enfrentando o papel que há-de aconchegar as palavras que saltam do meu coração, o sentimento da alma (...)." 

Não há nada mais imprevisível nem mais inesperado do que, no virar da página de um segundo, a vida nos pregar uma viragem e, é preciso tão pouco, basta um olhar, basta um momento, basta um capricho do destino e, nós que por cá andamos sem rumo feito de repente somos confrontados com um rígido sentido existencial.

 "Se calhar não deveria ter acontecido, aquele dia em que te vi pela priemeira vez, ou é o destino que quis fazer troça de mim e me castigar a amar sem ser amado ou talvez o que aconteceu, aconteceu porque tinha que acontecer, um mero acaso na vida que nos transforma por completo (...)"

 

Ler Auto )

Autoria e outros dados (tags, etc)

Afixado às 21:09

Actus Fidei

08.08.12

"Já não adianta nada dizer que matar em nome de Deus é fazer de Deus um assassino. Para os que matam em nome de Deus, Deus é o Pai Poderoso que juntou antes a lenha para o Auto-da-Fé e agora prepara e coloca a bomba."

José Saramago, In: Revista Visão de 18-05-2005

 

"O Amor é um Acto de Fé e todo aquele que tem pouca fé também tem pouco Amor."

Enrich Fromm

 

Um Auto-da-Fé é todo o imenso ritual diário a que qualquer pessoa se auto-submete, na qual, ela própria, se eleva a divindade acusatória, se senta de contra-vontade no banco dos réus e dita o veredicto: Condene-se por culpa, purifique-se por inocência. Eis-me aqui, réu confesso, juiz da minha causa, quer queira quer não, faça-se segundo a minha lei.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Afixado às 19:39

Pág. 2/2




calendário

Agosto 2012

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

Autos Mais Inquiridos




Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D