Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Está disponível há alguns meses um ferramenta on-line que se propõe revolucionar a forma como se constroem e apresentam os tradicionais Curriculum Vitæ.

 

São vários os formatos de currículos que existem, alguns dos quais massivamente utilizados como o do Europass, tanto que já há quem afirme que, cada vez mais, os currículos escritos com base em modelos tendem a cair em descrédito ou pelo menos a caírem nas prateleiras dos fundos das entidades empregadores, ao passo que aqueles feitos de forma original ou que, enfim, parecem ter dados alguns minutos de introspecção ao seu criador definem uma atitude proactiva que soma pontos no momento da primeira avaliação.

 

Ainda assim, os CV tradicionais começam a sair do papel, começaram com as apresentações em Powerpoint e outros formatos até chegarem aos vídeos e até algumas formas de encenação que puxam até ao limite a criatividade.

 

Mas por mais criativos que possam ser, serão os currículos completos na informação que pretendem passar? Além da informação óbvia acerca do nosso percurso escolar e profissional com alguns acréscimos de informação sobre a nossa personalidade, até que ponto sabemos distinguir os limites entre o que deve ser um CV demasiado pobre ou demasiado pormenorizado? Ninguém quer um currículo tão pobre que seja logo colocado de parte, nem tão cheio de informação que leve o empregador a desistir de o entender. Mas... Se ao mesmo tempo for possível oferecer diferentes abordagens sobre os nossos perfis pessoais, relacionais e demais informação dita "adicional" sem sobrecarregar o CV?

 

É precisamente aí que entra o CVitt, que se define como "o resultado de anos de pesquisa de um grupo multidisciplinar de psicólogos, matemáticos, programadores e especialistas, liderada por Alicia Malumbres, Marta Colomina e Manso Iñigo. Para construir o CVitt associámo-nos a executivos parceiros de grandes empresas e associações empresariais espanholas especialistas em RH. Todos no CVitt estão convencidos da necessidade de investir nas pessoas e na sua empregabilidade.

 

Fazer com que as pessoas e as empresas se conheçam e se compreendam é um desafio inevitável para aumentar a produtividade do negócio através de melhoria da empregabilidade, ou vice-versa.

 

A missão do CVitt é criar um CV online para gerir a comunicação entre empresas e pessoas virtualmente, de forma dinâmica, abrangente e padronizada. Permitimos que os dois protagonistas do mundo do trabalho: os indivíduos e as empresas falem a mesma língua e se conheçam de forma inteligente , para que possam tomar decisões inteligentes".

 

Através dum questionário que pode demorar cerca de uma hora a ser totalmente preenchido divido em três grandes secções, Perfil de Talento, Perfil de Expectativas e Perfil de Trajectória, o CVitt constrói um perfil profissional acerca das características de cada utilizador, dos seus pontes fortes e fracos e de como os melhorar, pelo que a demora na sua definição acaba por ser um investimento de tempo bem dispensado.

 

Claro que, tal como no papel, existe quem seja genuíno e quem não o seja, mas objectivo é dar-se a conhecer como é e não com uma ideia errada sobre si porque no final o que conta será sempre a entrevista final. Porém, os objectivos não se centram somente em elaborar uma CV ricamente detalhado e visualmente agradável, bem estruturado e onde que o visita consegue encontrar rapidamente a informação que mais lhe interessa, outro objectivo é, também, dar uma nova perspectiva de cada utilizador sobre si mesmo, por vezes podemos ter uma ideia sobre nós que não é a mesma que os outros têm e, para o comprovar, existe a possibilidade de enviar um pequeno questionário a amigos e conhecidos que será compilado num campo sobre, exactamente, o que pensam os outros sobre nós.

 

 

A sugestão que faço para utilizar esta ferramenta é, claro, partilhar o link do vosso CVitt, porém, para os entrevistadores e empregadores mais adeptos do sistema antigo, porque não compilar os dois?

 

Neste momento, o CVitt, permite fazer impressões que, podem ser também salvas em PDF, mas o resultado do ponto de vista estético deixa muita a desejar, a melhor opção é integrá-lo no vosso CV fazendo uso de printscreens, da Ferramenta de Recorte do Windows ou similar. Dessa forma é possível complementar o currículo com informações gráficas sobre os perfis neste artigo mencionados duma forma visualmente aprazível sem sobrecarregar em demasia o documento em si. Essa integração pode ser feita intercalando o CVitt no currículo ou anexando-o ao mesmo.

 

Além de todas essas questões é possível repescar as informações de outras redes como o Facebook e o LinkedIn.

 

O CVitt: Site | LinkedIn | Facebook | Twitter

 

  

Confira o meu CVitt: https://www.cvitt.pt/professional/virgilio-alves/

Aqui a versão que fiz para imprimir: http://sdrv.ms/17vXwfE

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Afixado às 19:59


Formulário de Inquirição:

De
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.
Comentário
Máximo de 4300 caracteres
Inserir emoticons
captcha




calendário

Abril 2013

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930

Autos Mais Inquiridos




Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D